quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

A ALIMENTAÇÃO PRECISA SER ADEQUADA

Eu não consigo validar se o meu hábito alimentar foi modificado pelo NZT por exemplo. Mas sei que o gosto da comida está diferente. É como se conseguisse sentir cada parte do que como de forma isolada. É como disse no post anterior. Parece que meu organismo está mais disciplinado e desta forma, esteja aproveitando mais os nutrientes dos alimentos que ingiro durante o dia.


É como se conseguisse ver o que preciso comer e me afastar, mesmo gostando muito do que não deve consumir. Meu almoço tem sido em menas quantidade, 30% de carne branca cozida, 20% de arroz integral, 10% de Feijão e 40% de salada, verdura ou algum tipo de legume, na maioria das vezes. Tenho sentido muita falta da maça e as vezes sinto até mesmo seu gosto. Estou substituindo os sucos industrializados, apesar da sua simplicidade e de saber que em um futuro bem próximo, só teremos isto para beber, diferente de água, que será muito cara, com certeza e praticamente inacessível a 70% da população mundialmente dizendo. Ao pesquisar um pouco, o por que deste desejo súbito por maça, descobri que esta fruta, potencializa a digestão de outros alimentos, principalmente as proteínas, e que também ajuda a eliminar as impurezas do organismo. Como sabia disto, mesmo antes de saber; ainda é um mistério para mim. 

Também tenho o conhecimento, de que quanto mais a gente come, menos vivemos e hoje, isto é bem claro em todos os meus pensamentos. Sinto a comida mais salgada também, é como se meu corpo estivesse começando a rejeitar o sal. Tenho esta sensação. E não sei como, mas entendo que durante todo o dia, preciso comer apenas 0.8% do meu peso corporal, ou seja: tenho 92 quilos, e desta forma, só deve ingerir 736 gramas de comida por dia. Hoje, acho que já atingi com pouca comida e um pedaço de bolo de cenoura, mais um pão com presunto e mussarela no café da manhã. Pois acordei com muita fome, era como se tivesse trabalhado durante toda a noite, mesmo estando bastante descanado.